Arquivado em: Compras, Livros & Literatura 14 dez. 2016

Kindle Paperwhite

14 dez. 2016

Kindle Paperwhite

Há alguns anos eu falei que possivelmente nunca leria e-books, que livros físicos ”são amor” e não poderia aguentar a ideia de parar de coleciona-los – ou ao menos pensei.

Continuo no mesmo raciocínio de que livros físicos “são amor”, mas descobri que e-books também são.

Depois de um tempo matutando, descobri que existem muitas vantagens em comprar e-books, principalmente quando se tem um espaço limitado de apartamento e uma estante tão reduzida quanto a minha.

Além disso, livros físicos acumulam poeira e pra quem é alérgico gera o maior problema. Então em um mundo ideal – do Aladdin e da Jasmine – seria perfeito encher várias estantes com livros físicos que não acumulassem poeira facilmente.

Para solucionar parte desse problema e também o problema em “carregar livros consigo para qualquer lugar”, não vejo melhor opção que um e-reader, o leitor de e-books.

Nesse caso, existem algumas opções de e-reader, como Kindle da Amazon, Kobo da Cultura e o Lev da Saraiva. Fiquei na dúvida entre qual dos três comprar e depois decidi que o Kindle seria melhor, pois a biblioteca da Amazon é mais rica e mais acessível se considerarmos o preço dos digitais.

Por exemplo, os livros que comprei na Black Friday saíram em maioria por R$ 6,00 cada.

Depois de escolher o aparelho, faltava escolher o modelo, entre o Kindle mais simples – aquele sem luz – ao mais complexo que custa mais que R$ 1.000.

Decidi optar pelo aparelho mais barato, mas que ao menos tivesse aquela questão de luminosidade, pra fazer a compra valer mais a pena do se eu tivesse gastado comprando inúmeros livros físicos. Deu pra entender?

Eu sei que não é somente esta diferença do Kindle Paperwhite para os outros aparelhos, ele tem resolução de 300 ppi, iluminação de quatro LEDs, etc. Para saber mais, sugiro que procurem vídeo-resenhas.

Enfim, como o Kindle funciona?

Como ele tem acesso à internet, você cadastra no aparelho o mesmo usuário da Amazon e pode comprar os livros diretamente dele, basta ter cadastrado um cartão previamente. Você também pode fazer compra no site da Amazon e pedir para que enviem para seu Kindle.

Se você não tem certeza que quer comprar o livro, também pode pedir a amostra grátis de algumas das páginas, assim compra com mais segurança de que vai gostar da história.

Optando por um Kindle com luz, você pode facilmente ler no escuro e regular a luminosidade no símbolo da lâmpada. Com o tempo o aparelho recebe algumas atualizações, mas nada que complique o desempenho e a funcionalidade – eu acho, até agora.

A bateria dele é super durável, mesmo que você leia meia hora todos os dias, deve durar mais de uma semana. Por conta da falta de tempo, minha leitura não tem sido tão regular, mas ele tem durado várias semanas.

Existem dicionários que já acompanham o e-reader. É muito legal o fato de poder pressionar uma palavra e achar a definição dela, se tiver acesso à internet você pode até ver o resultado dela na Wikipédia e até a tradução.

Há também dicas de dicionário para e-books em língua inglesa, isso facilita na hora da leitura caso alguma palavra seja incomum para o nível de proficiência “requerido” ao leitor.

Você pode acompanhar seu progresso de leitura através dos índices no canto inferior da página, eles variam em porcentagem, hora e posição. Pode também navegar por entre os capítulos e adicionar notas e destaque de frases.

Amo o recurso de destaque, fico contente por poder “destacar” um quote no livro, coisa que jamais faria no livro físico.

Para quem gosta de ler HQs e Mangás, creio que o Kindle tenha bastante suporte para isso, pois comprei o livro Soppy e ele leu tão bonitinho, não tenho do que reclamar.

O único aspecto negativo está relacionado à leitura de PDFs, eu já sabia disso, porém decidi arriscar. O Kindle não é um bom leitor de PDF, ele não foi criado com esse propósito, mas você poder ser teimoso como eu e criar um e-mail próprio do Kindle e enviar para si arquivos em PDF e DOC para ler no dispositivo.

A capa não acompanha o aparelho, você tem que comprar separadamente, mas é muita vantagem comprar a capa, pois além de proteger, quando fecha/abre ela bloqueia/desbloqueia o dispositivo automaticamente.

Esse post ficou mais longo do que o esperado, contudo, eu realmente queria esclarecer o maior número de dúvidas possível, porque tive vários questionamentos antes de comprar e nem sempre os sites de resenha eram claros.

Espero que gostem.

Comentários:

(via facebook plataforma)

Comentários: (via plataforma)

12 Comentários
  • Rafaela ficher comentou:

    Sempre tive vontade de testar o kindle mas fico sempre na dúvida pois sou muito chata com leitura em pdf, fico tonta só de ler hahaha
    Quem sabe mais pra frente me arrisque nos ebooks ♥
    Adorei seu post, ficou bem explicadinho!
    Beijos.

    • Aimê Ariadne comentou:

      Rafaela, eu creio que o que mais atrapalha na leitura digital é a luminosidade do celular/computador. O Kindle foi feito para imitar uma folha comum de papel, daí raramente incomoda os olhos, basicamente nada, e olha de eu também sou dessas que ficam tonta lendo livros digitais.
      Que bom que gostou do post, agradeço o elogio. Procuro fazer sempre o melhor pros leitores e estou muito contente em ajudar a esclarecer algumas coisas. Beijos!

  • Maria Moussan comentou:

    Sempre li livros em pdf, mas quando amo muito, os compro. Estou pensando seriamente em comprar ou um kindle ou um live.

    • Aimê Ariadne comentou:

      Também lia muitos livros em PDF e em outros formatos digitais. Depois de um tempo fiquei bem “viciada” em comprar livros, não podia ir na livraria que meu coração palpitava, hoje em dia ainda acontece muito isso hehe. Mas dei preferência por e-books que são mais práticos e baratos.

  • Amanda Demarque comentou:

    Pois é, também tinha esse pensamento sobre e-books, mas depois que você atrela praticidade e economia de espaço, realmente eles são as melhores opções.
    Parabéns pelo blog, sucesso! <3

    • Aimê Ariadne comentou:

      Siiim! Praticidade, economia de espaço e no bolso, amor… tudo em um só lugar. Estou muito contente com minha aquisição. Obrigada pelo elogio, linda. Beijão. 💝

  • Isabelle Felicio comentou:

    Eu fico meio assim de comprar um, pq geralmente leio no celular mesmo. Claro que desejo né kk deve ser muito melhor pros olhos, eu uso óculos e a luz me dá muita dor de cabeça. São inúmeras vantagens, mas ainda fico pensando se um tablet não seria melhor e apenas baixar o app do kindle. To divagando aqui nos comentários kkk
    Amei teu post, muuuito esclarecedor, sério. Obrigada ♡

    • Aimê Ariadne comentou:

      Ah Isabelle, eu também lia no celular, fiquei um bom período lendo. Pra você ter ideia, li toda série da Mediadora pelo celular e só comprei os livros depois haha. Porém eu acho que a leitura em celular/computador incomoda muito, além de prejudicar a visão. Como Kindle imita uma folha de papel, não acredito que ele seja capaz incomodar ou prejudicar de alguma forma. Passei muito tempo usando óculos (fiz cirurgia refrativa recentemente) e sei bem como é essa dor de cabeça. Eu entendo a vantagem de um tablet, pois possui muitos mais recursos, mas no fiz da contas vai incomodar tanto quanto o celular. Pensa direitinho, boa sorte. Muito obrigada. 💙

  • Isabela Brandão comentou:

    Eu também fico pensando se compro ou não um e-book. Tenho muitos livros e acaba tomando espaço aqui. Muito boa dica, bjs.

    • Aimê Ariadne comentou:

      Pra quem não tem espaço é uma boa solução Isabela, mas pretendo continuar comprando livros físicos assim que eu tiver mais espaço em casa. Mas se eu for viajar, por exemplo, nada como ter vários livros no Kindle ocupando um lugar pequeno da mala. Beijos!

  • liz comentou:

    Nossa, gostei muito do teu post! Eu penso assim ainda, na verdade, sobre “nunca vou conseguir ler em kindle” “prefiro livro físico”, mas, também nao tenho mais muito espaço e a poeira me mata! Considero muito adquirir um, nao agorinha, mas futuramente <3 adorei sua resenha e as fotos

    • Aimê Ariadne comentou:

      Obrigada pelos elogios e pelo comentário fofo, Liz. Eu também pensava assim, inclusive enquanto estava comprando, mas depois de receber o produto minhas ideias mudaram muito. Eu não sou capaz de dizer que prefiro livros digitais a físicos, mas agora reconheço que há muitas vantagens nos dois. Acho que vale a pena adquirir um leitor de e-books. Beijinhos! 💖

Comente aqui: